31 de out de 2011

Estamos trabalhando...!


Aos visitantes deste blog viemos avisar que o período de silêncio de nosso grupo é sintoma de que vem surpresas por aí!!
Aguardem, que o mais logo possível
postaremos boas novidades AQUI!

30 de jul de 2011

As Oficinas

Cada festival um aprendizado novo, novas formas de fazer velhas coisas... O Teatro é maravilhoso....!!!!
Os participantes da oficina de Teatro de rua.






Cada festival um aprendizado novo, novas formas de fazer velhas coisas... O Teatro é maravilhoso....!!!!

Terminou o Festival... Mas, ano que vem tem mais :)

Aqui estão algumas imagens do Festival Amazonia encena na rua. Com certeza, foi um evento que recarregou as nossas baterias. Vimos muitos bons espetáculos, aprendemos técnicas novas, reciclamos o espírito! 
A nossa peça foi muito bem recebida (mais do que esperávamos). Detalhe: durante a nossa peça, o Gigante Towira invoca raios e trovões e o Arigó zomba: - É tanto trovão de cá, trovão de lá... Acho que vai cair um toró.... Pois, meus amigos, assim que terminou a peça e mal agradecemos, caiu um pé de água. O Paulo ganhou fama de Pajé, LOL!!! Depois faremos uma postagem mais completa.
O cortejo inicial. Palhaços, malabaristas, pernas de pau, banda de metais, animação geral


Rosa dos ventos. Esta troupe encantou adultos e crianças. 






30 de jun de 2011

É Festa!!!(ou é Festival?)Em cena? Na rua?


Está confirmado!!O grupo de Teatro Metaeufóricos se inscreveu e foi convidado para o Festival de Teatro em Porto Velho: Amazonia Encena Rua 2011. Vamos levar a peça Arigó que será apresentada no dia 22 de Julho.


A quem se interesse, está aqui a programação do Festival. Mais informações no site http://oimaginarioro.com.br



Dia 18

18 horas – Cortejo de Abertura (concentração Praça das Caixas D´água)
19 horas – Abertura Oficial do Amazônia Encena na Rua 2011
 


20 horas – Meu Boi Precioso 
Ponto de Cultura Ponto de Início – Porto Velho – RO


O espetáculo conta a história de Chico, que quer cortar a língua do boi mais querido do patrão para satisfazer uma vontade de grávida de sua mulher Catirina. Quando o patrão descobre, obriga Chico a ressuscitar o boi.


21 horas – Saltimbembe Mambembancos

Grupo de Circo e Teatro Rosa dos 
Ventos – Presidente Prudente – SP

É um espetáculo que mistura Circo com Teatro de Rua, onde são apresentados números de variedades como: Malabarismo, Acrobacias de solo e Perna de pau. Todo esse repertório é acompanhado por música ao vivo e vivido pelos palhaços da trupe.
 
Dia 19
 


19 horas – Meu Rio
Grupo QuebraCabeça – Porto Velho – RO
Conta a história de um rio, desde que nasce o mundo até o momento em que o homem entra e converte os dias em momentos de tristeza e morte. A apresentação sem diálogos é acompanhada por movimentos das formas que, com música, desenvolvem a história.
 

20 horas – Umas e Outras
Cia. Aqueles Dois – Cuiabá – MT
Os dois palhaços contadores, Bananinha e Pelota, são dois parceiros, dois amigos, dois rivais, enfim, dois humanos que contam historietas através de seus corpos. A música e a contação de estórias são os ingredientes necessários para contar as aventuras do menino levado “João Jiló” e a das diabruras de “Pedro Malazartes”.
 

21 horas – João Cheiroso e João do Céu vendendo cordel
Grupo Eureca – Amapá – AP
A peça narra a história de pai e filho, ambos artistas de rua, populares vendedores de Cordel do Nordeste. A missão é simples e árdua: contar histórias e vender Cordel, na tentativa de ganhar o sustento e repassar a cultura para as gerações futuras.
 

Dia 20
 

19 horas – Exercício número II - Bufo e Zitinha
EntreAtos Companhia de Arte – Belém - PA
O espetáculo começa quando os dois palhaços se encontram e Zitinha diz que vai se apresentar ali naquele lugar. Bufo não gosta nada da idéia, já que também veio pra se apresentar. Decidem então fazer uma pequena disputa e deixar o público decidir quem vai apresentar seu espetáculo.
 


20 horas – O Casamento da Filha de Mapinguari
Cia Vitória Régia – Manaus - AM 

O Mapinguari é tão horrível que todos os temem. O pior é que ele cisma em casar sua filha única, Lua Nova, e para que isto aconteça espalha-se a notícia pela floresta. Vai ser um rebuliço!
 

 


21 horas – A Farsa do Advogado Silva e Santos
Cia do Lavrado – Boa Vista – RR
 
O espetáculo conta a história do advogado Janderlei Silva e Santos que, diante da maior dureza, encontra um meio mais fácil de colocar o peixe na mesa. Tendo sua mulher como cúmplice, ele cria um plano infalível para sair do sufoco, mas a vida não perdoa os desonestos e nem tudo termina como eles planejaram.
 


Dia 21
 

19 horas – O Que é o Amor
Os Tawera – Palmas – TO
São histórias e cantos sobre a paixão e uma alegre reflexão sobre o namoro e o casamento, em busca da compreensão de O que é o amor! Utilizando-se de bonecos e tambores artesanais da Aldeia TabokaGrande, o espetáculo apresenta um personagem inconformado e em constante luta pelo sucesso nos seus relacionamentos.
 

20 horas – O Dragão de Macaparana
Cia de Artes Fiasco – Porto Velho – RO
O espetáculo conta a história de dois artistas mambembes: Valdinho e Burluvio, que ganham a vida levando sua arte a varias cidades em cima de uma carroça e que sempre acabam saindo fugidos por causa das inúmeras confusões que aprontam em todos os lugares onde se apresentam.

21 horas – A Máquina do Tempo
Oigalê – Cooperativa de Artistas Teatrais – Porto Alegre – RS (Oigalê é patrocinado pela Petrobras)
A Oigalê propõe um trabalho de educação ambiental através do espetáculo “A Máquina do Tempo”, enfocando a questão do uso racional da água. Para isso, apresenta as figuras características da família Brasileira como pano de fundo para despertar a população sobre a necessidade de preservação do meio ambiente.
 

Dia 22
 

19 horas – Palita no trapézio
 

Cia. MiraMundo Produções culturais – São Luiz - MA
A palhaça Palita Presepada está sem trabalho e sem ter onde dormir, a vaga de trapezista no circo é sua única chance. Desesperada para entrar no circo do grande trapezista Jack Jones, Palita desafia o trapézio, que do alto de sua superioridade a ignora, sereno...
 

20 horas – Arigó 
Gru
 
po Metaeufóricos – Guajará-Mirim – RO
Arigó, um trabalhador nordestino, tem a alma presa ao morrer por uma entidade indígena que domina o mundo dos mortos, o gigante Towira Towira. Depois de muitos anos de sofrimento, Nossa Senhora do Seringueiro roga pela alma dele e o gigante aceita ouvir a história do Arigó e assim decidir por sua libertação ou aprisionamento.
 

21 horas – As Mulheres de Molière
 

Cia. Visse e Versa de Ação Cênica – Rio Branco - AC
Espetáculo inspirado em três obras do renomado dramaturgo francês do século XVII, Jean Baptiste Poquelin, o Molière. Regada a músicas e danças da época, a peça é um trabalho repleto de cores e fantasias que faz com que o público mergulhe na cultura francesa mesclada à cultura popular do Brasil.

Dia 23
 


19 horas – Esse lugar é Meu e Uma valsa
Grupo Locombia de Teatro de Andanças – Boa Vista - RR
Em “Esse Lugar é Meu” é mostrada a história de dois músicos atrapalhados e um mágico que, disputando o espaço na tentativa de se apresentar, convertem o cenário numa luta campal. Em “Uma Valsa ou O Amor a Terceira Vista”, um gari sonha num mundo onde o lixo é transformado em poesia, até que um dia se apaixona pela sua vassoura.
 


20 horas – Eu aqui brigando com o Mundo e Vocês aí fazendo Palhaçada
Cia EntreAtos – Belém - PA
Quatro palhaços, Boop, Babu, Espia e Zitinha, vivenciam várias situações para dar conta de preencher o espaço vazio do picadeiro-rua, e se desdobram em diversas funções, sempre caindo em ridículos fracassos. Na cena tentam ser: Músicos, malabaristas, mágicos e personagens do cotidiano, entre outros.
 


21 horas – A farsa do Advogado Pathelin

Grupo de Circo e Teatro Rosa dos Ventos - Presidente Prudente - SP
O espetáculo propõe uma saborosa fusão entre circo e teatro, utilizando o jogo do palhaço, acrobacia, malabarismo, pernas de pau e música ao vivo para contar a história do Advogado Pathelin, um grande trapaceiro. Com muito humor, mexe com os poderes morais e políticos, num jogo em que as personagens e público se envolvem numa festa cômica.
Dia 24
 


19 horas – Procura-se
BRSA – Coletivos de Artistas – Brasília - DF
“Procura-se” é um trabalho cênico de dois cidadãos palhaços que procuram emprego, mostrando suas habilidades individuais e coletivas da arte da palhaçaria. Contém jogos clássicos às duplas de palhaços, músicas, interações e brincadeiras com a platéia, além do discurso político e individual dos dois artistas-palhaços.
20 horas – Atrapalhaças!
 
Cia. MiraMundo Produções Culturais – São Luiz - MA
Palita Presepada e Miss. Banana são amigas, mas estão afastadas há muito tempo. Reencontram-se para apresentar um grande show promovido pela palhaça Belecona, que tenta reaproximá-las por meio da magia do circo. Entre muitas trapalhadas e disputas, as palhaças nos dão uma grande lição de amizade, paz e alegria.
 


21 horas – O Negrinho do Pastoreio
 

Oigalê – Cooperativa de Artistas Teatrais – Porto Alegre – RS (Oigalê é patrocinado pela Petrobras)
Livre adaptação da lenda homônima de Simões Lopes Neto. Conta a saga de um escravo que, por ter perdido uma corrida de cavalos, é cruelmente torturado até a morte pelo seu senhor e passa a ser conhecido como procurador das coisas perdidas. Basta acender um toco de vela pro Negrinho. Se ele não achar, ninguém mais acha.

27 de jun de 2011

Os bichos invadiram (de novo) a praça!!!

À semelhança do ano passado, os bichos invadiram a praça mais uma vez. Por meia hora, seres metade humanos metade bichos desfilaram pela praça arrancando sorrisos, gracejos, olhares surpresos e espalhando muita alegria a quem assistia. Muito interessante foi reparar que as pessoas se lembravam que "deve ser aquele povo do teatro de novo" o que prova que as intervenções urbanas que o grupo tem promovido estão surtindo o efeito desejado :).
Desta vez foram os integrantes do 1° Curso de Iniciação Teatral dos Metaeufóricos que fizeram a performance. O curso, com a duração de nove meses, tem como alunos os formandos do curso de Letras da UNIR, que têm pela frente o árduo desafio de montar uma peça até o final deste curso. A peça será apresentada em Dezembro como Trabalho de Conclusão de Curso da UNIR.
Para os curiosos que tentaram adivinhar quem era o quê na praça está aí a solução:

Papagaio
TIGRE
BORBOLETA
COBRA
VACA 
CACHORRO
ABELHA
GORILA
BEIJA-FLOR
GATO
ONÇA
GARÇA
MACACO

O Elenco e o Grupo de apoio

27 de mai de 2011

Novidades!!!

Olá pessoal, depois de uma longa temporada estamos na ativa novamente e cheios de projetos!!
Uma notícia muito legal é que alguns integrantes de nosso grupo participaram de uma oficina de animação no ano passado e o resultado disto foi um curta, Cachoeira Pequena - Mauricio Nunes e Paulo Fialho, que será apresentado num dos festivais mais importantes desta arte: o Anima Mundi!! Para conferir nossa participação na categoria não competitiva Futuro Animador dêem uma olhadinha aqui.

E para quem não estiver no Rio de Janeiro ou São Paulo no final do mês de Julho deste ano e quiser ver nosso curta, dá uma olhadinha nesta versão ainda não devidamente editada... :)


Nosso grupo também anda às voltas com projetos radiofônicos!
Uma galerinha bem animada já começou os ensaios. A primeira que já já sai do forno é a radionovela Diante do Sol, história da tribo Wari' fadada a perder-se no tempo e no espaço, uma índia procura a salvação do seu povo no mundo subaquático, junto ao povo encantado. Muita aventura e encatamento para os ouvintes!

Mais tarde teremos mais fotos e a ficha técnica completa de mais uma produção Metaeufóricos em parceria com a Rádio Educadora de Guajará-Mirim.




"Diante do Sol viu-se o nascimento dos planetas,
 Diante do Sol viu-se a Terra formar-se,
Diante do Sol viu-se a evolução da Terra e seus habitantes,
Diante do Sol viram-se guerras e paz.
Diante do Sol perdeu-se o elo de proteção entres os seres vivos,
Diante do Sol vejo o que você jamais acreditaria que poderia ser visto...”
Patrícia Ribeiro

Veja nossa primeira experiência em radionovelas em Como foi e como vai o tempo.

5 de fev de 2011

Semelhanças...

Com este quase-sorriso-enigmático será que poderíamos chamar de "Monalisa Amazônica" ? he he he!!
Valeu senhorita Ray Ane, você estava impagável!!

4 de fev de 2011

Mais do Grito Cultural!

Brenner Paixão e Amanda Pinheiro, falando da perfomance Estátuas Vivas.
A galera curtindo um som e a performance teatral.
Paulo e Sandra, de mandingas, muito massa!
Olha lá o Jabá na percussão, o Brenner no violão e voz, e o Júnior Saraiva no baixo. Valeu galera!!
Noite maravilhosa com gente bacana e música muito Boooooaaaaaa!!
Vamos trabalhar para que não se perca essa energia: QUE VENHAM MAIS GRITOS E MAIS ALTOS!!!

31 de jan de 2011

Grito Cultural de Guajará -Mirim

Ora, vejam só! Juntamente com o lançamento do CD do Brenner Paixão no final de semana passada, aconteceu um movimento diferente: muita gente de vários setores da "Arte" se reuniu para curtir a música e para mostrar força. O interesse comum é movimentar Guajará e fazer com que o que se faz por aqui seja visto, comentado, apreciado, reconhecido e sustentado. Nós, como Metaeufóricos que somos, não podíamos deixar de lá estar.
A seguir, veja algumas fotos da nossa contribuição estática para a "causa".
Depois colocaremos mais fotos.







Os bichos na praça

Conforme prometido, cá estão os bichos que estavam lá na praça. Não são as fotos oficiais mas já dá para se ter uma ideia de quem era o quê!
 Leão


Coelho


 Abelha


 Coruja 


 Bicho-preguiça 


 Macaco


 Puma



 Gorila


 Pinguim


 Lobo


 Cachorro



Água-viva